domingo, 28 de fevereiro de 2010

Blend+Icons para MSN

Fizemos uma blend, assinatura e uns icons para usar no MSN da banda SIMPLE PLAN. Confiram abaixo:

 (Clique na assinatura para ver em tamanho maior)


Para ver outros na galeria clique AQUI.


E aí, o que acharam??

Um ano atrás... por Pamela Rodrigues

Nome: Pamela Rodrigues
Idade: 17 anos
Twitter ou Orkut: @pamelafr
Cidade/Estado: Indaiatuba/SP
Qual show foi?  São Paulo, 24.03.09




História:
Bom, vamos lá fazer o texto que eu realmente gostaria de estar fazendo daqui á um ano. rs
Me lembro exatamente do dia em que eu recebi a noticia que o Simple Plan viria ao Brasil. Eu estava no Rio De Janeiro em uma lan house com a minha tia, quando a gemea (Giovana) me mandou uma mensagem dizendo "vaaaamos ver os nossos meninos dia 24 de março, eles vem dia 24 de março no credicard hall." Eu li aquilo que estava escrito na tela do meu celular e não acreditei. Começei chorar que nem uma louca, a felicidade não cabia em mim, sério. Deixei meu orkut e todas as minhas paginas da internet aberto la na lan house e saí chorando pro banheiro, todo mundo da lan house ficou olhando pra minha cara e concerteza pensaram "essa menina tem problema" rs, mas eu não estava nem aí, mesmo por que dentro de três meses eu veria os meus, nossos meninos.
Faltava uma semana para eu voltar de viagem, e juro, eu nunca quis voltar tão rápido de uma viagem tão gostosa. Mas nada mais me importava, o que eu realmente queria era ver a gemea, a Paty e o Jho, para fofocarmos e termos os nossos chiliques, mesmo por que porra, dentro de três meses veriamos o Simple Plan! haha
Três meses passaram como se fossem 10 anos, sério nunca sofri tanto com a espera de algo, isso por que eu fui no show de 2007. rs Contudo dia 23 de março finalmente chegou. Me lembro exatamente de tudo, de não dormir, de ouvir os 'conselhos' da minha mãe, de olhar pro celular de segundo em segundo esperando dar a hora.. de tudo. Até que a mãe da Paty passou aqui em casa e nós fomos pra rodoviaria, pegamos o bus e fomos rumo a SP. Meu deus, nem acreditava que dentro de horas veria meus meninos, pois eles desembarcariam dia 23 em São Paulo e nós como somos loucos iriamos no aeroporto e hotel. rs Por fim acabamos indo no aeroporto de Guarulhos e eles desembarcaram no de Congonhas, confesso que fiquei muito desapontada, mas não perdi as esperanças. Fomos para o hotel, que graças a uma amiga de SP que tinha seus contatos, havia nos avisado que eles ficariam hospedados no hotel Hilton. Chegamos lá por volta das três da tarde e confesso que tinha pouca gente perto do que eu pensei que teria, tinha umas cem pessoas, nem isso. Ficamos lá, todos muito anciosos esperando eles, quando uma moça do hotel vem nos avisar que os meninos do Simple Plan já haviam chegado e estavam dormindo, mas como somos brasileiros e não desistimos nunca, ficamos lá esperando. Até que deus 20h30 e eles saíram para jantar, foi uma muvuca horrível, a qual deixou o Chuck muito irritado e o Seb muito assustado, mas foi lindo ver eles, o quão bonitos são pessoalmente, quão simpáticos e o principal, como o Piér adora uma muvuquinha, ainda mais se for cheia de mulheres. rs Devido á muvuca, os meninos não atenderam a todos, pois entraram correndo para a van, com medo. E assim as horas foram passando, os seguranças do hotel enxendo, dizendo que não podia sentar, deitar e nem encostar em certas partes do hotel. A maioria ja havia indo embora, afinal era 4 e pouco da manhã, tava um frio horrível de 10° e tinha gente sem blusa. Quando uma van lindamente chega e eu como sou curiosa fui ver o que era, quando vi a carequinha do Jeff, meu deus, quase tive um treco, virei para o pessoal e disse "são eles". Havia umas dez pessoas NO MÁXIMO, então se nós fossemos civilizados daria para eles atender a todos nós e já tinhamos combinado em ser, pois todos nós ali queriamos realizar um sonho, que era um abraço, uma foto, um autógrafo dos nossos queridos Simple Plan. Conseguimos conhecer eles, abraçar, tirar foto e tudo o mais, sério, aquele foi o melhor momento da minha vida, o momento pelo qual eu havia esperado SEIS anos, o mesmo momento que a minha mãe dizia que eu não ia conseguir ter. Mas nada disso me importava, na verdade, nada literalmente importava, nem o frio. 

Me lembro de ligar pra gemea, pra Rê e chorar muito, a ponto de não conseguir falar, contar o acontecido. Entretanto eu, a Paty e o Jho ainda tinhamos uma linda [hiper irônico] caminhada pela frente do hilton até o credicard hall, que são 3h00 horas andando rápido, a marginal Pinheiros inteira, sendo que já tinhamos ido e voltado do mesmo apé, pois haviamos gastado toda nossa grana no taxi do aeroporto até o hotel. Chegamos no credicard hall junto com a gemea, Ana e o Mu, contamos o acontecido, mostramos as fotos e do nada todo mundo da fila pediu pra ver, era triste ver o rostinho do pessoal da fila que não teve a mesma "sorte" que nós, mas a minha alegria era tão grande que eu nem parecia eu mesma. Na hora do almoço eu, Paty, Jho e a gemea fomos novamente ao hotel, a gemea quase morreu de tanto andar, nós três já tinhamos nos acostumado com a distância entre ambos os lugares. rs Chegando ao hotel a gemea avistou o Frenchie e já estamos chorando, vimos o Patrick, e do nada o Seb, foi lindo ver eles denovo, lindo, por que meu quando você os vê da vontade de permanecer ao lado deles pra sempre e isso não é possível né, mas vê-los dois dias seguidos, sério, foi lindo e eu não tenho nem palavras que descrevam tudo o que eu senti.
Enfim, ficamos horas na fila, encontramos o Pinguim e o Tony, ficamos lá conversando com eles, tiramos várias fotos. O Tony até ficou me zuando por que o meu sorvete tava caindo e o Pinguim não deixava eu tirar uma foto com o Tony na qual ele não aparecesse, foi engraçado. rs Mais a noite aquilo lá tava uma bagunça, ninguém respeitava ninguém na fila e tinha umas pessoas se achando, foi quando eu e o Mu quase arrumamos briga, mas beleza. Quando finalmente o credicard hall abriu, meu deus, nem tem descrição a emoção que eu senti. Entramos, eu agarrei a gemea e saimos correndo em direção ao palco, ficamos muito perto da grade e logo chegam Ana e o Mu atrás de nós. Resistimos bastante ali, até que a tal banda Hóri começou e o empurra-empurra começou junto, um horror e eu como tenho pressão baixa, estava dois dias sem comer comida de sal, sem dormir e essas coisas, começei a passar muito mal. Foi quando eu e a gemea saímos, na verdade eu tava praticamente sendo carregada pela gemea, mas beleza. Fomos pra enfermaria, onde encontramos o Rafinha e o Gee, a gemea quase teve um treco, foi engraçado. rs Voltamos à pista, dessa vez no fundo, onde dava pra ver perfeitamente o palco.
As luzes se apagaram e Generation havia começado a tocar, aquela entrada foi linda, o show inteiro foi lindo. Com destaque em No Love, Time To Say Goodbye e Untitled pra mim. No love por ser uma música que se encaixa perfeitamente em um relacionamento meu antigo, pelo fato do meu Piér estar lá encima com aquele violão lindo e ainda fazer o backvocal "kick the door", coisa que ele não fez nos outros shows, só em SP mesmo. Time To Say Goodbye por ser a minha música preferida do cd e pela dancinha do Piér, a gemea e a Paty conhecem a história. haha e Untitled por eu estar morta, não entendendo nada do que estava acontecendo, quando a gemea me agarra e fala "olha pra trás", e nisso eu vejo o Piér lindamente 'encima' de mim, foi quando eu tive um treco. rs
Cheguei em casa de madrugada e dormi, sério, eu estava morta, mas faria tudo novamente, tu-do! E só de pensar que daqui uma semana fará um ano que tudo isso aconteceu me da uma angústia, sei lá, parece que foi ontem, mas não foi. A única coisa que me resta é esperar para que eles voltem e eu repita tudo novamente. rs :)

Paty, Jhoo, Pamela e  Giovana (a gemea)

Algumas fotos do show:



sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Informações sobre o local+doações do Seb no "Busking For Change"

O site War Child nos disponibilizou mais informações o evento Busking For Change, que o Sebastien vai participar, dia 2 de março em Montreal, os locais do metrô aonde ele irá se apresentar:

Eaton Centre 1: Metro Nivel
11:00 Sébastien Lefebvre

Eaton Centre 2: Food Court
11:45 Sébastien Lefebvre

Eaton Centre 3: Street Level
12:30 Sébastien Lefebvre

Sebastien ainda disponibilizou suas páginas na internet para doações: Facebook, iLike, Myspace, ReverbNation, Site Oficial, Canal No Youtube, Twitter.

Foto+sobre o Seb no evento "Busking For Change"


Como foi postado anteriormente nosso querido Seb, vai participar do evento de caridade Busking For Change, que vai acontecer em Montreal, dia 02 de Março.

E o canal "Focus Montreal" vai contar com o Sebastien na Busking for Change, nesse sábado, dia 27, que vai ao ar em 6:30pm, aqui no Brasil é 20h30, na Global Television.

E o site
Montreal Mirror postou uma matéria falando sobre o evento, que além do
Sebastien Lefebvre vai contar com a participação de Jason Bajada, Florence K, the High Dials, Ladies of the Canyon, David Martel and Winter Gloves.

Os músicos tomaram as ruas por 12 horas, levantar dinheiro suficiente em sua caixa de guitarra e também haverá doações on-line. O evento será organizado pela War Child, e essas doações serão divididas entre as três mais necessitadas no momento, Haiti, Darfur e Congo.

Confiram uma foto abaixo da Little Scream e o Sébastien Lefebvre em Eaton Centre:

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Um ano atrás... por Catherine Gomes!



Nome: Catherine Gomes da Silva Itusarry, Ca ou Cathe
Idade: 25 anos
Twitter ou Orkut: @officialcathe ou Orkut
Cidade/Estado: Rio Grande/RS
Qual show foi? No de Curitiba, 19.03.09.

História:

Então, eu já tinha ido no show em 2007 em São Paulo, mas acho que a cada show que a gente vai deles, vai ser sempre como se fosse o primeiro. É uma energia contagiante !
Como eu não tinha muito dinheiro sobrando, acabei indo de excursão, que acaba sendo mais barato do que ir sozinha. Então, peguei uma excursão em Florianópolis (onde morava na época) e fui pra Curitiba, com mais umas 15 - 20 pessoas. Fomos num microônibus. Saimos de Floripa às 14hs (isso foi ruim porque chegaríamos em Curitiba umas 18h30) e, pelo caminho fomos pegando gente em outras cidades. Até aí, tudo bem. só que, chegamos em Curitiba e, o QUERIDO motorista mesmo estando com GPS se perdeu e,acabamos chegando no Master Hall umas 20h30m, quando era pra chegarmos umas 18h30.
Assim que fomos pra fila, que já estava BEMMM grande, o cara da excursão foi pegar os ingressos e entregar pra cada um. No decorrer da viagem, uma amiga de Curitiba(@Carolinakessler) ligou váriass vezes e, depois que peguei meu ingresso liguei pra ela pra saber onde ela estava e, tentei encontrá-la ainda na fila. Vendo que a fila estava muito grande e, ela já havia passado dos seguranças (que verificavam as identidades), tentei furar a fila (eu sei que é feio, mas achei que ela estaria alí perto dos seguranças). Vendo que a mesma não estava, já havia passado, continuei onde eu estava na fila (depois de furar) e uma sei lá se pode chamar de fã (pq a gente nunca sabe se todo mundo que vai é fã de verdade) mas teve uma que falou que eu tinha furado a fila. Fiquei quieta, na minha e segui. Depois, só fui encontra minha amiga Carol lá dentro do Master Hall e, já havia começado o show de abertura. Isso era por volta de 21h30. Ai, por causa dessa amiga, acabei conhecendo mais 3 meninas antes do show começa. Ai como eu havia combinado de passar o show com a Carol, fiquei por alí. Lá pelas tantas, acho que já tava rolando o show do Simple Plan, veio uma outra amiga (a gente se conhecia da internet até então) e, ela me viu com a minha BANDEIRA DO CANADÁ e, veio falar comigo. Eu havia dito que estaria com a bandeira, assim seria mais fácil de minhas amigas me encontrarem, porque a bandeira não é nada pequena.
Ai, o show passou, aquele energia maravilhosa, aquela sensação perfeita, mas como dizem tudo que é bom um dia acaba.
Eu curti muito o show em Curitiba, mas queria ter curtido mais, no sentido de ter chegado mais cedo e, ter tirado mais fotos com as amigas (e tirar com aquela que não tirei @_manndy) Às vezes é tanta EMOÇÃO por causa do show que a gente nem lembra desses pequenos detalhes. Mas, tenho certeza que esse dia ficou marcado tanto pra mim, quanto pras meninas que encontrei e a todos que foram !
Não foi dessa vez que consegui fotos e autógrafos deles, mas JURO que dá próxima vez eu vou sem excursão e nem que eu tenha que passa a noite na fila, mas eu vou conseguir falar com eles !

ps.: não sabia se mandava foto ou não, mas essa que eu mandei é cortada de uma foto tirada com uma das meninas que conheci no show.

Bjao

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Chuck revela primeira parte de surpresa!


Nosso querido Chuck disse, há algum tempo atrás que, quando atingisse 20.000 followers, teríamos uma surpresa. Há alguns minutos atrás, ele revelou a primeira parte!
A surpresa sobre um show na turnê dos meninos, no festival Bamboozle, dos EUA, onde várias bandas se apresentarão.

@officialSPChuck
here's the first part of the surprise: US tour dates this summer! Bamboozle!!! http://party.thebamboozle.com/profile/TheBamboozleRoadshow

Para ver no site do festival, clique AQUI. Veja abaixo as datas:

18/06/10 – Cleveland, OH @ Time Warner Cable Amphitheatre
19/06/10 – Cincinnati, OH @ PNC Pavilion at Riverbend Music Center
20/06/10 – Philadelphia, PA @ Festival Pier at Penn’s Landing
23/06/10 – Pittsburgh, PA @ Amphitheatre at Station Square
24/06/10 – Jackson, NJ @ Six Flags Great Adventure
25/06/10 – Hershey, PA @ Hershey Park Pavilion & Stadium
26/06/10 – Nassau, NY @ Nassau Coliseum
27/06/10 – Boston, MA @ Comcast Center

E além disso, o Pierre postou um link de um pequeno vídeo dele e do Chuck, que realmente vale a pena ver para matar a saudade, clique AQUI para ver.

Shows novos? Finalmente nossos meninos estão aparecendo :D

Créditos das datas para o SPCZ.

Um ano atrás... por Ana Belquice!


Nome: Ana Belquice De Moura Ferreira
Idade: 14 anos
Twitter ou Orkut: @AnaB_SP
Cidade/Estado: Moreno, Pernambuco  
Qual show foi? Recife - PE, 21 de Março.


Havia uma contagem regressiva no meu diário desde 6 de janeiro- faltando 75 dias para o show: Em 21 de março de 2009 uma folha pequena de diário não foi o bastante, escrevi numa folha de caderno:

''Caraca! sem dúvida a melhor noite da minha vida!!!! quando me acordei parecia ser um dia normal, como  outro qualquer ouvi de novo o SNGA como sempre!
De meio dia- já passava entrevistas do show do festival da noite  anterior que não foi nada em comparação a hoje!
Depois do almoço fui dormir, nem sei como, apaguei por uma hora e meia.daí liguei pro meu irmão.eram mais ou menos 4 e meia.e nada. cinco horas- nada, seis- nada, saímos de sete horas! o show seria de oito!minha cidade fica a duas cidades se recife, o ônibus e o metrô não colaboravam. ao chegar lá, ainda teria o show de entrada da noite, e tinha um monte de gente com camisas do SP  e tudo! e eu com uma camisa simples, já que a única que eu tinha era da época do NPNHJB, nem se compara ás das meninas- com role model e oficiais. 
Estava uma loucura! dava pra ver a agonia dos fãs em ter que aguentar firme na primeira fila no show do inimigos da hp. hehe...entre eles e o SP foram mais ou menos 15 minutos de corre corre no palco... colocavam aquele pano, e afinavam guitarras. As luzes se apagaram e aparece apenas o Chuck, la atrás, em meio aos nossos gritos!eu chorei muito, não falava, nem cantava, chorava e só, mas depois fui me soltando. o que o Pierre não faz?!meu irmão me colocou nos ombros dele! só assim mesmo!até que uma vez ele me levantou - eu dei tchau pro David e ele viu!me respondeu com outro xauzinho e um sorriso lindo!insano! pulei e gritei muito! eles ficaram muito felizes com a galera mas não esqueci da frase
''you are fucking amazing! recifeeeeeeeee we'll go back''


beijos, Ana Belquice

Um ano atrás...por Isabela Caldeira!

Nome: Isabela Caldeira de Souza
Idade: 13 anos
Twitter ou orkut: @isabelabouvier e Orkut 

Cidade/Estado: São Paulo/SP
Qual show foi? São Paulo/SP, dia 24.03.2009

História: 
Meu drama começou bem antes do show em si. Em julho de 2008, meu pai me prometeu que me levaria no próximo Show do Simple Plan no Brasil. No dia em que eu fiquei sabendo, eu fiquei meio que sem reação. Fiquei uns 20 minutos olhando pra tela do computador e tremendo, até minha irmã chegar do mercado. Eu contei pra ela, e ela sorriu disse: '' Isah, você vai ver seu Pierre! ''. Foi ai que minha ficha caiu e eu não conseguia parar de chorar.
Eu contei pros meus pais e eles não deram muita certeza se eu iria ou não. E fiquei assim as férias inteiras, numa angustia incrivel. Quando saiu o preço do show, eu estava viajando. Contei pros meus pais o preço e eles falaram pra mim que não teriam certeza se eu iria. Mais ou menos uns 2 meses antes do show, meu pai me chamou pra conversar. Ele entrou no site do simpleplanbrazil, mostrei tudo pra ele, até a briga do Pierre do Chuck no hóquei (q). Ele entrou no site do Credicard Hall, pegou telefone, viu um monte de coisas, e eu só olhando. Depois ele falou: '' Isa, não vai dar pra você ir, desculpa. '' Na hora eu disse que tudo bem. Deu um beijo nele, depois na minha mãe e fui dormir. Quando eu subi na beliche, e dei de cara com meus posters deles, não aguentei e chorei, chorei muito, mas muito mesmo. E novamente minha irmã veio me consolar, dizendo que eu iria, que eu iria vê-los, mas nada conseguia me fazer sentir melhor. Depois de uma semana, num lindo sabado, eu tava na casa da minha vó com a minha mãe, meio triste, pálida e magrela. A vedade é que eu não conseguia comer direito, dormia a tarde inteira, e resumindo: eu quase fiquei com anemia. Minha vó perguntou o que eu tinha e minha mãe respondeu: '' Ela tá assim porque não vai no show dos caras lá. '' Minha vó falou um monte pra mim e eu fiquei quieta. Fui da casa dela até minha casa chorando. Passei o sábado triste, acordei domingo deprimida, e de tarde eu nem queria falar direito. Falei pra minha mãe que ia dormir um pouco, mas eu fui chorar q. Meu pai chegou em casa e falou pra mim: '' Isa, se arruma que a gente vai sair.'' 
E eu: '' Pra onde? '' e ele: '' Você vai ver. '' Me arrumei na maior vontade e nós fomos. Ok, ele começou a ir prum lugares muito estranhos, tipo, zona sul: passou pela ponte estaida, pelo Hilton, e passou por onde? Pelo Credicard. Ai, eu fiquei felizinha né rs. Ele estacionou o carro, eu desci, morrendo de tremer. Meu pai virou pra mim e falou, sério: '' Não sei se o cartão de crédito passa. '' Ah claro! Só pra me matar mais, ele perguntou se tinha ingresso pro show do Simple Plan na pista, e mulherzinha ficou séria tipo, não. Depois ela riu e disse que tinha, QUASE PULEI EM CIMA DELA! Mas ok, meu pai comprou. Coloquei a mão na boca e começei a chorar, peguei os ingressos e sai pulando, berrando, chorando, sorrindo igual uma boba no meio do Credicard Hall. Ei ia! Eu ia! EU IAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! 
Desse dia ate o show, eu fiquei noiada, só falava disso, só pensava nisso. Não comia, fazia as lições de casa erradas, fiquei com dor na garganta, com uma ingua enorme, com anemia ee uma gripe maravilhosa. Minha sorte é que minha mãe sabia que isso era psicológico: se ela não soubesse, nem fudendo que ela iria deixar eu ir. Um dia antes do show, fui falar com o meu pai pra gente ir pra fila naquela hora. Ele falou que não, que a vida dele não ia parar pelo Simple Plan. Fui pro quarto do computador e chorei mt, falando pra minha irmã que eu ia ficar longe, que eu não ia, tava desesperada. E novamente ela foi uma fofa, e disse pra mim que eu iria e que algo muito importante ia acontecer. Eu mal dormi do dia 23 pro dia 24, e assim que acordei,  a primeira coisa que eu vi foi o meu poster do Pierre e minha mãe falando: '' é hoje isa! '' Tentei mais uma vez convencer meu pai de me levar pra fila naquele instante mas nem rolou. Fui pra escola e não parava de falar: é hoje, é hoje, é hoje! Não conseguia me concentrar em nada, só neles, só imaginando como aquele dia seria o dia mais importante da minha vida. 
Cheguei em casa e nem almoçei, tomei banho e fui passar maquiagem. Sério, eu até que fiquei bonitinha rs. Coloquei minha blusa do '' I ♥ SP '' peguei os ingressos e fiquei esperando meu pai, assistindo MTV. Liguei pra minha melhor amiga e fiquei conversando com ela. Enquanto a gtn tava rindo de algo que eu n lembro, começou a tocar Save You na MTV. Foi quando ela me perguntou: '' Qual é a sensação de ver eles pela tv agora, se voce vai ver eles ao vivo daaqui a pouco? " Chorei, chorei mesmo. Fiquei chorando até meu pai chegar em casa e IR TOMAR BANHO! e O BANHO DO MEU PAI É TIPO, 2 HORAS! Ok, fiquei calma, peguei minhas coisas e quando era umas 2 e meia a gtn saiu. DETALHE: da minha casa até o Credicard Hall são 42 kms!! Meu coração batia tão forte que devia até estar cansado. Qnd cheguei no CH, tinha muita gente! Fiquei desesperada, tipo: '' Vou ficar lá na puta que pariu! '' Meu pai ainda inventou de ir comprar cigarro hmp. Ok, fui pra fila e fiquei lá, morrendo de ansiedade. Ai chegou uma menina, e me perguntou: '' Esse é o fim da fila? '' e eu disse que infelismente sim. Era a Ketty. Fiquei conversando com ela, falando mal da Lachelle rs, até chegar a Tata e a Lilly, com a Dani, a Ennu e a Fernanda. A gente formou um grupo e ficamos conversando sobre tudo, mas principalmente Simple Plan. Meu, que saudades daas minhas SimpleGirls! 
Quando a gtn já estava á umas 2 horas na fila, começaram a gritar,  e quem era o motivo da gritaria? PATRICK! Ele deu um tchau pra gentee foi meeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeega fofo! Não chegou perto nem nada, mas eu consegui ver ele *-*. 
Nós eramos o grupo mas animado da fila, cantavamos, gritavamos, brincavamos de João Roubou Pão entre outras coisas. A gnt ficou umas 8 horas na fila, de pé, com frio, com fome, mas tudo valeu a pena.
Na hora de entrar, quando eu pensei que estava tudo bem, o segurança não deixou eu entrar, por que? Porque a minha carteirinha  de estudante ficou com a minha irmã! Eu chorava desesperada, e ELE CONTINUAVA FALANDO QUE EU NÃO PODIA ENTRAR!. Foi simplesmente a pior coisa da minha vida. Eu só conseguia chorar  e pensar coisas horriveis, aquilo não podia estar acontecendo comigo! Enquanto eu chorava, sem conseguir fazer nada, meu pai pagou mais oitenta reais pra eu poder entrar. Não conseguia agradecer ele! AQUILO ERA FELICIDADE! Entrei correndo no Credicard Hall, e meu pai resolveu ir no banheiro.-. Ok, ele foi; só que eu fiquei batendo e berrando igual um louca no lado de fora, nem esperei ele sair direito e fui correndo pra pista.
Fiquei no lado esquerdo do palco, e nem conseguia acreditar que eu estava tão perto! Passou o show da Hóri( que eu nem prestei atenção direito de taõ aflita que eu estava),  depois eu fiquei lá, com dor na perna e me enfiando em cada buraco que aparecia pra ficar mais perto. Liguei pra minha irmã, procurei as meninas da fila, mas nem achei, e fiquei lá,  nos 30 minutos mais longos da minha vida.
Foi quando as luzes apagaram: pra que? GENERATION? COMEÇAR COM GENERATION ERA MT PRA MIM! Pulei igual um cavalo e esqueci de todos que estavam a minha volta: aquele era o meu momento, minha noite, respirado o mesmo ar que o meu Pierre. O mesmo ar que minha vida estava respirando. Respirando o mesmo ar que o Simple Plan. Eu esperei cinco anos por quele momento, eu não ia perder nem um segundo.

Tudo estava perfeito: estava perto do palco, eles estam ali, cantando aquelas musicas que me preenchem. Eu achava que não poderia ficar melhor.
Até que em The End, quando meu pai me levantou, a melhor coisa da minha vida aconteceu: O Pierre apontou pra mim. Sim, pra mim! Olhou pra mim e apontou pra mim! Não foi pra outra pessoa, foi pra mim!! PRA MIM! Nã aguentei e começei a chorar, chorei, sem acreditar, chorei muito, mas do que já tinha chorado minha vida inteira. E dai pra frente só melhorou. A caipirinha do Pierre caiu no meu braço, o David ficou perto de onde eu estava, o Jeff ficou exatemente onde estava, com aquela careca linda, o Chuck lá, ahazando como sempre, e o Seb, que só foi pro meu lado umas duas vezes, mas não deixou de ser fofo.
Acho que dizer que foi o dia mais intenso, mais emocionante, mais nervoso e mais perfeito da minha vida foi pouco.
Agora, um ano depois, eu só quero voltar, e ficar lá pra sempre. Eu não mudaria nada. Não me arrependo de ter chegadode tarde na fila: se eu não chegasse, não teria conhecido a Ketty, a Lilly, a Tata, a Ennu, a Dani e a Fer. Não me arrependo de ter esquecido a carteirinha: aquilo serviu de lição pra não esquecer mais (q) e só deixou tudo mais emocionante e mais realizador.
Só consigo pensar em uma coisa que eu mudaria: eu não deixaria acabar.
#OneYearOfSimplePlanInBrazil we just wanna get back, cause in OUR perfect world, they'd still be here :(

Resultado da Votação do site Terra


Como sabem os nossos meninos estavam concorrendo á Melhor banda Internacional da Atualidade, da votação do site Terra.

Infelizmente os nossos meninos ficaram em segundo lugar, perdendo para a banda Tokio Hotel. Veja o resultado abaixo:

'Qual banda internacional é a melhor na atualidade?'
1- Tokio Hotel - 1565180 pontos
2- Simple Plan - 1496200 pontos
3- Mcfly - 575680 pontos
4- Backstreet Boys - 528120 pontos
5- Paramore - 371710 pontos

Para conferir o resultado completo, clique AQUI.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Pierre gravando música para o Haiti+Foto




Nosso querido Pierre Bouvier falou em seu twitter que estava gravando uma canção para o Haiti, veja o que ele postou abaixo:

@pierrebouvier No estúdio hoje gravando uma canção para a caridade do Haiti, excitante!


E o Sebastien recentemente postou uma foto em seu twitter, de sua guitarra da marca Framus, confiram:

(Clique na foto para ver em tamanho maior)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Seb diz ter nova música

Ontem Sebastien postou em seu twitter que está trabalhando em músicas novas e que irá colocá-las na internet logo mais.

@seblefebvre: "I think i have a new song ready for you guys to hear. I will put it online in the next few days. Stay tuned."

Agora só nos resta esperar, qualquer novidade, postaremos aqui!

Seb vai participa do evento "Busking For Change"

Hoje o Seb divulgou em seu Facebook a notícia de que ele irá participar de um evento de caridade chamado Busking For Change, em Montreal, dia 2 de Março. Está sendo organizado pela War Child, uma rede de organizações independente que trabalha por todo o mundo para ajudar as crianças afetadas pela guerra.

Com o intuito de ajudar o Haiti, esse programa será realizado com a participação do Sebastien, do ex-guitarrista Patrick Krief Dears e Jason Bajada, além de outros músicos, onde eles irão tocar em uma estação de metro para ajudar o Haiti.

É bom lembrar, que o Simple Plan Foundation também colabora com a organização One Brick At A Time e também com a War Child, que ajuda a construir escolas no Congo, através da venda de pulseiras nas lojas de Spring.

Tendo mais informações sobre esse show, postamos aqui no blog.

Créditos: SPCZ

Um ano atrás... por Anna Beatriz!


Nome: Anna Beatriz de Almeida Lima
Idade: 16 anos
Twitter: @beeaatriz_
Cidade/Estado: São Gonçalo/Rio de Janeiro.
Qual show: Rio de Janeiro, 25/03/2009

História:
 Quando o Simple Plan estava na turnê do ano passado, eu entrava em sites relacionados à eles todos os dias pra saber por onde eles iriam, como eles estavam, enfim, pra saber as notícias. Até que um dia, numa quarta feira, eu acordei mais cedo que o normal e entrei no simpleplanbr e vi "SIMPLE PLAN - RIO DE JANEIRO - 25 DE MARÇO DE 2009" e juro que eu pude sentir meu coração à 900 por hora. Eu nunca tive tantas sensações ao mesmo tempo como naquele dia. Eu voei da cadeira e comecei a pular na minha cama. Não foi legal, eu quebrei a cama, mas quem ligava? O Simple Plan ia estar aqui. Como eu não tinha ninguém em casa, eu resolvi explodir com meu cachorro. Não foi legal também, porque eu o mordi sem querer.
Um tempo depois eu conheci uma menina no orkut que era do meu colégio e que era super fã também, a @mynameisbouvier (Isabelle), e ela estava sem companhia para ir no show, assim como eu, então a gente resolver ir juntas.
Quando eu encontrava a Isa na escola, a gente pensava em ir no hotel. E fomos.
Chegamos no hotel e 5 minutos antes o Simple Plan tinha chegado e tirado fotos com todas as fãs que lá estavam, mas a gente não desistiu e ficamos porque uma hora eles tinha que sair. E saíram! O Seb foi o primeiro e aw, que coisa linda. A inteligentíssima aqui que vos fala ficou tão nervosa que não conseguiu tirar uma foto com ele, tremi tudo e me cortei da foto, palmas.


Depois veio o Pierre e o Jeff. 


Aliás, vale dizer que eu consegui abraçar o Jeff, e depois eu tinha que lembrar que eu precisava respirar.
Logo após, nós fomos para o Citibank Hall, porque informaram que o David não ia descer e que o Chuck tava com o Patrick gravando algo no Pão de Açúcar, então fomos encontrar duas amigas minhas que estavam guardando nosso lugar na fila.
Quando eu cheguei no estacionamento do Citibank, minhas pernas tremiam exageradamente e por volta dar 17h da tarde -quando eu cheguei do hotel - a fila já estava bem grande. Todos estavam cantando músicas deles, e já encontrava pessoas chorando com um sorriso largo no rosto. Era uma sensação indescritível. Fiz amigos na fila que foram essenciais pra mim. 

As horas passaram lentamente mas quando chegou às 20h, os seguranças falaram que o portão seria aberto aquela hora. Todos levantaram e cantaram mais forte que antes, qualquer um se arrepiava com aquela cena. Eu chorava. Demorou bastante pro portão abrir e quando abriu eu tava tão nervosa que, na rampa de entrada, eu corri, caí, ralei o joelho, levantei e continuei correndo. Quando eu estava lá dentro, me abraçaram muito forte e eu não acreditava que, depois de tanto tempo, meu sonho estava se realizando.
A banda de abertura foi torturante aos meus ouvidos. Até que foi animadinha mas eu tava passando mal sendo esmagada por todo mundo. Não fiquei na grade, mas fiquei atrás do pessoal que estava. Mesmo sendo esmagada, meus pés sendo atacados por outros pés, uma falta de ar bem angustiante e um calor insuportável, eu não saí de onde eu estava. E quando os meninos entraram naquele palco, eu não senti mais incômodo nenhum, só senti uma felicidade enorme, senti que eu ia explodir. Na verdade, eu senti que minha vida tem uma razão, e essa razão estava lá na minha frente. Eu não sabia se chorava, cantava, berrava ou pulava. Na dúvida, fiz tudo.

A parte que mais me emocionou no show, foi quando todos que estavam com um coração em EVA branca distribuídos na fila horas antes, levantaram em Save You. Eu vi o Pierre emocionado, e eu não conseguia parar de chorar. Depois dessa música, o Pierre e o Sebastien disseram que os corações estavam lindos e agradeceram. Quem teve o trabalho de fazer milhares de corações para serem distribuídos, sem dúvidas, sentiu uma emoção enorme sabendo que os meninos reconheceram isso.
O show todo foi emocionante, na verdade. Morri quando o Pierre sumiu e foi lá pra pista de trás. Eu como sou muito impulsiva, larguei meu lugar lá na frente e fui lá pra trás e percebi que eu tinha perdido meu lugar e voltei, até porque o Pierre ia voltar também.
No final do show, eu queria ter algo deles. Quando chegou o final de Perfect, eu vi o Pierre se enxugando com uma toalha azul e depois enrolando ela. Acreditei que eu nunca teria aquela toalha porque eu sou muito azarada com essas coisas, sabe, mas quando vi o Pierre jogando a toalha na minha direção, eu incrívelmente criei asas e voei pra cima da toalha. Cerca de 10 pessoas se agarraram na toalha. Eu tava com o maior pedaço e não ia largar tão fácil. Eu e as dez pessoas fomos agarrados com a toalha até o Centro Médico pra cortarem a toalha e destribuir pedaços para cada um. O meu pedaço era grande, mas eu quis cortar na metade pra dar para a @mynameisbouvier, porque afinal, se não fosse ela, eu não teria o melhor dia da minha vida, e eu sei o quanto aquele pedacinho de toalha iria representar pra ela.

Fui dormir na casa da Isabelle e fomos pra escola no outro dia cantando alto, chorando com nossas amigas, dizendo pro mundo o quanto foi bom. E, eu definitivamente passaria por tudo isso de novo só pra tê-los mais perto outra vez.